Notícias

Recuperar autonomia "enterrada" por Jardim e Albuquerque

Temos de recuperar a Autonomia que foi enterrada por  Jardim e Albuquerque, com  abancarrota e o PAEF. A retórica da defesa da Autonomia usada pelo PSD serve táo só para desviar a atenções do favorecimento descarado aos grandes grupos económicos. O PSD não defende a autonomia, defende os lobis.

De besta a bestial, o branqueamento de Jardim - o "Bokassa da Madeira"

Jardim, chamado por Jaime Gama de o “Bokassa da Madeira”, é agora elogiado pelo PSD e pelo PS, depois de ter levado a Madeira à Bancarrota e ter sido escorraçado por Miguel Albuquerque. 

O PS está apostado em construir uma alternativa ou prepara-se para um bloco central, para ser o continuador das políticas de Jardim?

Defender as famílias é defender os salários e os serviços públicos grátis para todos

O BE defende melhores salários e respeito pelos tempos de trabalho e de descanso. Na hotelaria grassam a precariedade e a exploração laboral, PSD e CDS são coniventes com tais práticas mas, cínicos, dizem-se defensores da família. 

Reabrir as águas do Porto Santo.

Isolamento do Porto Santo está igual ou pior. Miguel Albuquerque quis ficar com os assuntos do Porto Santo, mas pouco mudou no seu Governo, o isolamento, a sazonalidade não melhoraram, quanto o domínio dos grupos Sousa e Pestana na ilha só piorou.

Contratação externa é escravatura moderna

A contratação externa de serviços de limpeza, segurança e outras atividades são estratégias para empobrecer quem trabalha e concentrar a riqueza nas mãos dos patrões.

O Bloco propõe transportes coletivos gratuitos

O transporte público gratuito é a melhor resposta ao desafio da mobilidade e à emergência ambiental e da transição energética.

É descabido vir António Costa louvar o “Bokassa da Madeira”

António Costa falar em orfandade face a Jardim e afirmar que não é Jardim quem quer é descabido. Depois disto só fica a faltar a António Costa fazer o elogio do rigor de Salazar na gestão das contas públicas.

BE desafia PS a trazer para a gestão pública os portos e a Zona Franca

O porto de marcadorias e a Zona Franca são infraestruturas fundamentais entregues a privados, o BE desafia o PS a apoiar a gestão pública destes equipamentos para defesa do interesse público, do que é de todos.

BE critica “lucros fabulosos” no Teleférico do Funchal

O Bloco de Esquerda considera o teleférico do Monte um “negócio fabuloso”

BE contesta “lucros de 50 milhões da Via Litoral” e pede fim da concessão

O Bloco de Esquerda contesta os lucros excessivos da Via Litoral, no valor de 50 milhões de euros, verificados em 2018, e defende o fim da concessão com o Governo Regional.

Paulino Ascenção, coordenador Regional do BE, não concorda que o Governo Regional pague 50 milhões a mais do que o necessário para a manutenção das vias que foram objecto da concessão, por entender que o montante pode ser poupado se a manutenção for assegurada pelos serviços do Governo.

Daí que proponha o fim desta concessão para poupar 50 milhões anuais que fazem muita falta no serviço regional de saúde ou na escola pública, salientou, considerando que os madeirenses devem refletir como é possível fazer uma concessão em condições tão ruinosas para a Região.

Esta concessão não passa de um esquema de enriquecimento dos accionistas da Via Litoral, que são os principais empreiteiros da Madeira, que lucraram com a construção da via rápida e depois com a sua concessão, sendo uma engenharia financeira encapotada feita pelo Governo Regional que não passa de um roubo aos madeirenses.

Páginas