Opinião

Em 2019, uma auditoria do Tribunal de Contas, ao período compreendido entre 2013 e 2015, detectou a prescrição de diversos processos da execução fiscal que lesaram os cofres do Estado em 3,9 milhões de euros. Ficámos a saber que tal se deveu a uma série de falhas ou incúria nos procedimentos, bem como que a dívida para com a Segurança Social atingia, no final de 2015, os 266 milhões de euros. 

O Bloco defende o fim das propinas, maior investimento no Ensino Superior, em residencias universitárias e maior estabilidade dos orçamentos das Instituições e das vidas dos funcionarios, docentes e investigadores. 

Os mais velhos não podem ser tratados como um peso para a sociedade foram eles que fizeram a nossa história e são a faixa etária mais desrespeitara pelo governo Regional.

Há uma teia densa montada pelo PSD entre o Governo e os grandes grupos privados que controla tudo e impede qualquer iniciativa estranha a esses interesses de ter êxito, seja a iniciativa empresarial, cultural, desportiva ou outra. Tal como os eucaliptos o PSD-M seca tudo em volta.

Bloco é o único partido que aponta os problemas fundamentais e indica a mudança necessária para a Madeira. O PS fala em mudar, mas não apresenta uma única proposta concreta que corrija as injustiças escandalosas criadas pelo PSD. O CDS esse é o partido dos senhorios e está pronto a dar a mão ao PSD para ficar tudo na mesma.

Páginas