Opinião

Roberto Almada

A Mulher do leme

A Dina é uma Mulher humilde, trabalhadora e empenhada que leva muito a sério as tarefas que ‘toma em ombros’

Fabio Diniz
Fábio Diniz

Ser ativista… militante… agora?

O termo ativista é inúmeras vezes questionado, ainda é um assunto tabu, polémico, desconfortável e sinónimo de caos

O Bloco de Esquerda trabalha diariamente para apresentar soluções e propostas de combate à desigualdade social e simultaneamente políticas que promovam a igualdade de deveres e direitos entre todas e todos os cidadãos.

"Os efeitos devastadores que esta pandemia tem causado na nossa economia e as suas repercussões dramáticas para muitas famílias, actividades ligadas directa ou indirectamente ao turismo não deixou outra solução que não recorrer a ajudas"

Dia 6 de junho, a IX Convenção Regional do Bloco de Esquerda Madeira elegeu a nova Comissão Coordenadora Regional.

Na eleição para a Comissão Coordenadora Regional, a Moção A contou com 53,3% dos votos, o equivalente a nove eleitos e, por sua vez, a Moção B com 42,4%, elegeu sete pessoas.

Na votação das moções de orientação à IX Convenção Regional, a Moção A - "Recuperar o presente, ganhar o futuro", encabeçada por Dina Letra, obteve 51,2% dos votos e a Moção B - "A Esquerda que resiste", cujo primeiro subscritor é Paulino Ascenção e até aqui coordenador regional, reuniu 41,5% dos votos.

 

Em tempos de crise os privados não investem nem criam empregos, tem se ser o Estado a assumir essa responsabilidade.

Quando a economia privada está paralisada, o Estado tem a obrigação de gastar o que pode na criação de empregos, e assim responde à crise económica, melhora a esperança no futuro e combate a outra pandemia, a da doença mental que se alimenta da ansiedade no presente e da falta de perspetivas de futuro.

Páginas