Autarquias

Destaque

Notícias

A proteção do Ambiente é um obstáculo aos lucros privados. Os governos são submissos e aos interesses e sacrificam o futuro. Face às alterações climáticas, os milhões anunciados para o calhau de S. Vicente e  para os Reis Magos, são um disparate, são milhões atirados ao mar. O compromisso do Bloco é com a proteção do ambiente com o futuro.

O Governo Regional em parceria com o grupo Sousa fazem gato-sapato dos madeirenses. E o PS ajuda à farsa com a manobra de diversão de apontar Lisboa como o destino da ligação ferry, em alternativa a Portimão

Os resultados do CINM em 2018 mostram duas grandes fragilidades: a grande variabilidade da atividade, e o diminuto impacto na criação de emprego. A gestão privada não se foca na criação de emprego, mas sim em dar lucros fáceis aos accionistas.

Estamos a três meses do verão e não é possível ainda reservar viagens no ferry para o continente. Há um ano atrás o havia a incerteza do atraso do concurso, se haveria interessados, mas agora temos contrato adjudicado para três anos e não há interesse nem do Governo Regional, nem do adjudicatário privado em cumpri-lo.

A instrução por sua vez é mercantilista, utilitária, muito virada para a competitividade e para o proveito imediato que dela se possa retirar e esquece o lado humano dos alunos. A formação deverá ser mais humanista, e promover a inteligência emocional dos jovens. A violência decorre da dificuldade em lidar com as emoções.

Páginas