Em Portugal as crianças continuam a enfrentar grandes dificuldades importantes naquilo que respeita ao cumprimento dos seus direitos. Em julho de 2019 foi rejeitado pelo PS, PCP e CDS a proposta de lei do Bloco de Esquerda que garantia a proteção devida às crianças testemunhas de violência doméstica, reconhecendo-lhes o necessário apoio e direito à proteção.

A 6 de Outubro, o voto no Bloco de Esquerda é o garante de respeito por quem trabalha e faz a economia deste País. Pelos trabalhadores de hoje e pelo futuro laboral das novas gerações.

A 6 de outubro é importante ir votar e votar no Bloco de Esquerda que está sempre ao lado dos mais desprotegido para forçar um maior equilíbrio social, defendemos os mais frágeis sempre e não só nas eleições.

O Bloco defende maior orçamento para a saúde, para melhorar a resposta do serviço público, separação clara com o privado, valorização dos profissionais - um serviço público universal, geral, gratuito e de qualidade.

O Bloco defende o fim das propinas, maior investimento no Ensino Superior, em residencias universitárias e maior estabilidade dos orçamentos das Instituições e das vidas dos funcionarios, docentes e investigadores. 

Páginas