Notícias

Pela voz do deputado e Coordenador Regional, Paulino Ascenção, o BE apresentou hoje, na Assembleia da República, uma proposta para reduzir o período de fidelização e aumentar a transparência da informação prestada aos clientes de telecomunicações.

Um lenço pela luta dos direitos dos doentes, e suas famílias cuidadoras! Um lenço contra a discriminação! 

O vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, “deve pedir desculpas ao povo madeirense”. Esta foi a conclusão da Comissão Política do Bloco de Esquerda (BE) da Madeira, reunida ontem ao final da tarde. Esse pedido de desculpas deve-se a três razões específicas: as altas problemáticas, os horários de trabalho e o subsídio de mobilidade.

As notícias vindas a público, que dão conta de alegadas irregularidades no Lar de Idosos do Porto Moniz, bem como algumas investigações a outras Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS's), por suspeitas de utilização indevida e abusiva de dinheiros públicos.

O Porto Santo está submisso aos interesses privados quer na sua economia quer na atuação do Governo. A gestão pública das linhas aéreas e maritimas inter-ilhas defende o verdadeiro interesse dos portossantenses.

O Orçamento Participativo é um mecanismo de democracia participativa, que dá aos cidadãos o poder de decidirem como devem ser investidas verbas dos orçamentos públicos.

A posição geoestratégica das ilhas é um tema com importância para o País, mas compete em primeiro lugar aos órgãos de governo próprio potenciar esse facto para o desenvolvimento regional, referiu esta manhã, em Lisboa, o deputado madeirense do BE, Paulino Ascenção.

Passados 3 anos de Legislatura o "afundanço" deste governo é abrupto.

Arrancou esta terça-feira uma greve, a nivel nacional, de quatro dias em que os professores vão concretizar de forma faseada. Esta iniciativa tem como pano de fundo a contabilização do tempo de serviço congelado pois o Governo só quer contabilizar dois anos e dez meses de tempo de serviço, dos nove anos, quatro meses e dois dias que os professores reclamam. 

A Comissão Coordenadora Regional do Bloco de Esquerda Madeira, eleita na convenção de 4 de Março, reuniu este sábado pela primeira vez para eleger a Mesa da Comissão Regional e a Comissão Política do partido.

O novo Coordenador Regional do Bloco Madeira para o biênio 2018-20 é o camarada Paulino Ascenção. Desta Coordenadora sairá uma Comissão Política do Movimento na Região.

Na sequência da aprovação de uma resolução da autoria do Grupo Parlamentar do BE, a Assembleia Legislativa passa, a partir de agora, a transmitir as sessões plenárias on-line com tradução simultânea em Língua Gestual Portuguesa (LGP).

O ministro das Infraestruturas compareceu perante a comissão de Economia Inovação e Obras Públicas, a encerrar um conjunto de audições relativas ao subsídio social de mobilidade.

Em declarações ao Portal Esquerda.net, o Deputado do BE na Assembleia Legislativa da Madeira, Roberto Almada, afirmou que “não obstante o facto dos executivos camarários serem fiscalizados, nos termos da Lei, pelas respetivas Assembleias Municipais, o Grupo Parlamentar do Bloco considera que o Presidente da Câmara do Funchal deveria ter ido ao parlamento madeirense prestar todos os esclarecimentos suscitados pelos deputados. Não nos revemos na sistemática recusa em prestar esclarecimentos perante o primeiro órgão de governo próprio da região, em desrespeito pelo principal órgão da autonomia".

O BE/M, pela voz de Paulino Ascenção, está a desenvolver uma acção de sensibilização para salvaguardar o serviço público dos Correios em Portugal.

Na próxima segunda-feira, o BE irá dar entrada, na Assembleia Legislativa da Madeira (ALM), a um projecto de resolução que recomenda ao Governo Regional que a Escola de Hotelaria passe para o sector público.

A Escola Profissional Atlântico promove, no próximo dia 15 de Janeiro, pelas 10 horas, mais uma sessão de debate sobre o tema “Igualdade de Género” no âmbito do projecto ‘Parlamento dos Jovens’ .

O Bloco de Esquerda esteve, esta manhã, junto à estação dos CTT da Avenida Zarco, no Funchal, a distribuir um comunicado em que o partido contesta a intenção da empresa em encerrar balcões por todo o país e defende o fim da privatização.

 

Na intervenção de encerramento do debate na generalidade do Orçamento da Região, o Deputado do BE, Roberto Almada, denunciou que "os lóbis do betão, de há dois meses a esta parte, voltaram a contolar o governo regional, por interposta pessoa", numa clara referência ao novo vice-presidente do Governo que veio de uma das maiores empresas de construção civil regional e que, por sinal, tem ganho muitos dos concursos públicos de construção de infra-estruturas públicas no passado.

Páginas