Notícias

É pagar para trabalhar, com os preços dos transportes públicos na Madeira.

Os transportes públicos são caros na Madeira, há quem gaste um terço do ordenado em passes - isto é pagar para trabalhar. O Governo Regional está preocupado com os lucros dos donos dos operadores privados e não com os utentes e trabalhadores. Os serviços públicos existem para satisfazer os seus utentes e não as expetativas de lucro dos agentes privados.

Basta de testes e experimentalismos do PSD

Basta de testes do PSD, basta de “brincadeiras” com o dinheiro dos contribuintes, de iniciativas que servem só para alimentar os interesses dos lobis e que prejudicam o povo. A Madeira precisa de um governo que governe para o povo e não para os lobis e esse é o compromisso do Bloco de Esquerda.

Vendilhões e vigarices, há com fartura no PSD

Albuquerque imita Maduro: perante o desastre da sua governação atira as culpas para a oposição e para o inimigo externo.

Trabalhadores da eletricidade da Madeira mais pobres que os do continente

O Governo Regional, que tutela a EEM, quer que os trabalhadores do setor da eletricidade na Madeira sejam mais pobres que os seus congéneres do continente. Não tem consciência que o custo de vida na Madeira é mais alto e que a haver diferença salarial deveria ser de sinal contrário.

O Bloco quer romper com herança do PSD

O Bloco afirma-se com propostas claras, na defesa dos serviços públicos e em rotura com a subordinação aos interesses privados. O PS é a alternância sem alternativa real, fomenta uma bipolarização fulanizada sem propostas claras, sem a rotura necessária com os interesses instalados. A bipolarização estreita a democracia e a fulanização reduz as eleições a um concurso de “mister Madeira”.

Mais incentivos ao transporte coletivo e menos ao transporte individual

É necessário reforçar os subsídios aos transportes públicos para que mais pessoas deixem o carro em casa e não baixar os preços do estacionamento pois esse é um sinal contrário. Quem precisa de combinar um passe fora do Funchal com um para a cidade os preços são insuportáveis.

Pôr a TAP em Tribunal é mais um ato de hipocrisia e um show-off sem consequências.

A TAP causa efetivamente prejuízos à Madeira, mas só o faz porque foi criado um quadro legal permissivo, que a desobriga de cumprir regras de serviço público, com a liberalização da linha aérea decidida em 2008 pelo governo regional do PSD.

Ferry: cumprida a promessa de servir os lóbis

Estamos perante o cumprimento de uma promessa feita ao ‘Dono da Madeira’ de proteger os seus interesses, não de uma promessa feita ao povo de reintroduzir a ligação marítima de passageiros.

O Bloco distancia-se de iniciativas do presidente da CMF que extravasam as suas competências

O BE lamenta a quebra da promessa eleitoral de cumprir o mandato até ao fim do presidente da CMF e não ter sido informado previamente dessa decisão; distancia-se das iniciativas que estravasam as competências municipais, sempre condenou a confusão entre iniciativas oficiais e as partidárias e entende que o presidente deve focar-se nas funções para as quais foi eleito.

APRAM: 300 mil Euros para espantar gaivotas

Os Portos da Madeira gastam 300 mil Euros para espantar gaivotas com o recurso a falcões. Mas com o chamariz do pescado descarregar na lota vai haver falcões suficientes?

Páginas