Notícias

Madeirenses são portugueses de segunda para o Governo Regional

O passe de 40 euros deve permitir viajar em toda a ilha, o passe família, 80 euros para todo o agregado familiar, deve chegar à Madeira. Os madeirenses têm os mesmos direitos que os portugueses do continente e não devem pagar mais pelos transportes públicos.

O PSD protege grandes devedores ao Fisco e à Segurança Social na Madeira

O Governo Regional deixe de desculpar-se com os problemas dos serviços de saúde no continente, olhe as boas práticas da República e replique-as na Madeira, publique as listas dos grandes devedores ao Fisco e à Segurança Social.

A Europa tem de se virar para as pessoas

Europa tem de se virar para as pessoas e não para os interesses económicos dominantes. É necessário eleger mais deputados do Bloco, para inverter o consenso do bloco central dos interesses, para uma nova política que procure uma verdadeira coesão e convergência do nível de vida na Europa.

Passes a 40€ - não está a ser cumprido.

O valor de 40 euros para os passes na Madeira não está a ser cumprido, o combinado urbano com interurbano custa 62 euros, 55% acima do anunciado. Isto deve ser corrigido, a Autonomia não existe para os madeirenses serem pior servidos.

Se o Ambiente fosse um banco já estaria salvo

A proteção do Ambiente é um obstáculo aos lucros privados. Os governos são submissos e aos interesses e sacrificam o futuro. Face às alterações climáticas, os milhões anunciados para o calhau de S. Vicente e  para os Reis Magos, são um disparate, são milhões atirados ao mar. O compromisso do Bloco é com a proteção do ambiente com o futuro.

O ferry nem é um teste, é uma zombaria.

O Governo Regional em parceria com o grupo Sousa fazem gato-sapato dos madeirenses. E o PS ajuda à farsa com a manobra de diversão de apontar Lisboa como o destino da ligação ferry, em alternativa a Portimão

O CINM tem a solidez das bolas de sabão

Os resultados do CINM em 2018 mostram duas grandes fragilidades: a grande variabilidade da atividade, e o diminuto impacto na criação de emprego. A gestão privada não se foca na criação de emprego, mas sim em dar lucros fáceis aos accionistas.

A competitividade na escola e no trabalho levam à violência

A instrução por sua vez é mercantilista, utilitária, muito virada para a competitividade e para o proveito imediato que dela se possa retirar e esquece o lado humano dos alunos. A formação deverá ser mais humanista, e promover a inteligência emocional dos jovens. A violência decorre da dificuldade em lidar com as emoções.

Bloco quer uma só companhia de transportes públicos e preços a tender para gratuitos.

Os transportes são um fator importante na vida das pessoas, consomem uma fatia relevante do rendimento mensal e do tempo disponível. Quanto mais baratos e mais rápidos, melhor para o bem estar e felicidade de quem trabalha.

PSD e CDS "casaram" por antecipação

O PSD faz fretes ao CDS, ao aprovar as suas propostas dos cuidadores informais e dos passes sociais, um sinal claro de que já se entenderam para depois das eleições regionais de setembro.

Páginas