Opinião

Em 2019, uma auditoria do Tribunal de Contas, ao período compreendido entre 2013 e 2015, detectou a prescrição de diversos processos da execução fiscal que lesaram os cofres do Estado em 3,9 milhões de euros. Ficámos a saber que tal se deveu a uma série de falhas ou incúria nos procedimentos, bem como que a dívida para com a Segurança Social atingia, no final de 2015, os 266 milhões de euros. 

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vai defender, um projeto de decreto legislativo que altera a composição do Conselho de Juventude da Madeira, que foi elaborada por jovens militantes do partido.

Coordenador do BE/M espera que o Orçamento da Região, depois da sua discussão e consequente aprovação, seja “tão bom para a Madeira como é o Orçamento do Estado”.

“Esta ajuda financeira deve prever mecanismos de fiscalização, para garantir que os meios são aplicados onde fazem falta, onde se justifica”, defendeu. “Exigimos solidariedade, mas também responsabilidade.”

"As associações regionais e a própria Segurança Social não têm “mãos a medir” no que respeita ao apoio de que necessitam inúmeras pessoas, na sua maioria mulheres e crianças, vítimas de violência doméstica".

Páginas